poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quarta-feira, novembro 02, 2005


arremessada, ao som da música lendas (oswaldo montenegro/mongol) com josé alexandre.
_acreditem meninos: eu vi!_
quando acordei,
levantei
o lençol.
um fiapo
de noite,
passou
debaixo
de minhas
pernas.
saiu
[alegre]
de mãos dadas,
com um
raiozinho de [sol].
para antônio luiz, mazarello e os filhos: pedro henrique magalhães
e letícia magalhães. pedro e letícia, aguardo vocês lá no "ninho das pedras",
para que possamos engarrafar, algumas poesias para a árvore dos poemas, ok?

1 Comments:

Blogger Beatriz Galvão said...

Querido, mande o raiozinho de sol vir abraçar minha noite perene...
Precisando (eu) da luz da poesia, vim, vi e brilhei.

Te beijo daqui!

terça-feira, novembro 01, 2005 3:15:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home