poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

sábado, outubro 29, 2005


jogada como pedra, ao som "maluco beleza", dos mutantes.
_a quem possa interessar_

doido?
é
como:
[poeta, criança].
não fala,
nem conta
- mentira -
apenas,
in(re)inventa
realidade
que
acredita.
para todo mundo, que anda dizendo que eu estou doido.
nem doído nem doido, apenas alegre demais da conta.
acho que encontrei, o prumo da libra, de minha balança.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home