poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quarta-feira, novembro 16, 2005



postagem ao som do vinil da música "sweet water" (marcus viana) - grupo "sagrado coração da terra" com bauxita "arregassssando" no vocal, em plena potência e vigor da voz e o violino encantado de marcus viana, arrepiando até as menores partículas de minha alma.

_SuperbonderChicletinGrudinAraudite_ (parte 1)
vou navalhar o cordão umbilical invisível
que te prende a mim
que me cola em você
porque
hoje quero estar só
sentir na paisagem o êxtase fugaz
escondido em cada instante
quero estar só
na freqüência da canção do silêncio

vou desatar o nó do tronco, soltar o laço
te dar o troco: um soco, um beijo, um assopro, TCHAU
me libertar
deste oroboro, looping infinito e me lançar
no oco de outro espaço
vou abrir o gogó pra num grito
primitivo gutural
soltar canções que há luas
estavam presas no curral da minha cabeça

vou soltar
meu instinto animal
deixar a terra firme, a lógica mortal
criar nadadeiras nos pés
ser mutante:
HomemTubarãoGolfinho
com zarabatana nos braços

vou mergulhar
caçar no silêncio marítimo.
trazer a tona
a poesia salgada, não revelada
de pablo neruda.
os decassílabos heróicos dos anjos
de paulo urban.
vou tirar do dedo o anel de ouro,
me jogar no barro,
dos versos de manoel ;
com ele caiar o quarto de pau a pique
da minha solidão.
vou acender uma velha lamparina
e dentro da janela de sua luz amarela,
ver meu cérebro bolinha de ping-pong
rebatendo de sul a norte a procura de outro mote.
vou fundar uma ONG
que leve a morte ao amor:
SuperBonderChicletinGrudimAraudite
e que faça viver simplesmente o amor
sem consolo, sem acessórios.
para meu amor: vanusa dias neres e meu cachorro "pop" que não me tiram do canto do olho de jeito nenhum.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home