poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

terça-feira, maio 13, 2008

Pão e Poesia - Jornal da Alterosa - SBT
video
POPoesia

A poesia
tem que ser pop.
P
u
l
a
r
na panelA
de
pressão...
da realidade.

Elétrica
e saLtitante
enlouquecer
a métrica.

Ofertar-se
que nem pipoca
em estalos
à língua
e ao paladar do povo.

Livrar-se
dos séculos de domínio
dos múltiplos
t e n t á c u l o s
de poucos.

A poesia tem que integrar-se
ao trigo, à massa.
Ser pólen-germinador
nos sulcos das digitais de todos.

A poesia tem que ser pão.
Ser pop
e para todas as bocas
...

8 Comments:

Anonymous Dora said...

O destino da poesia deveria ser "Pop" mesmo! E servir de nutrição para o corpo-espírito, numa só "bocada"!
Poesia deveria ser pão-de-cada-dia. E você disse isso, em fala e atitude! Eu sei. Nós sabemos!
Aplausos bem fortes para você, poeta, filho dileto da Poesia!
Abração!
Dora

quinta-feira, maio 15, 2008 10:00:00 AM  
Anonymous Dora said...

Vi o vídeo...Vi a padaria com os poemas nas embalagens...Vi você e seu recanto adorável!!!!!!!!
Eu não me canso de admirar essa campanha sua da "poesia no pão"!!!!Eu só vibro!
Vivas para você!!
Abraços, meu poeta!
Dora

quinta-feira, maio 15, 2008 10:05:00 AM  
Anonymous marcos pardim said...

se até o papa é pop, por que não a poesia, que possui o dom e a delícia de não pertencer a nenhum feudo religioso, nénão? poetas, mãos à obra, ou melhor: na massa... grande abraço

sexta-feira, maio 16, 2008 6:43:00 AM  
Blogger Nadja Reis said...

Belo poema!Achei-o lindo! =p

quarta-feira, maio 21, 2008 6:14:00 PM  
Blogger rio daqui said...

Salve, poeta! Venho de sessão de claves de sons e, na saudade, saio blogueando , relendo os poetas on-line. Mandei documentos pra você: recebeu? É a autorização de VIVOS - que faz parte do Projetão Pão & Poesia. Abraço - Paulo Viggu

quinta-feira, maio 22, 2008 8:48:00 PM  
Blogger Ariane said...

Estava correndo atrás do tempo perdido,vendo e vivendo bichos, flores e sonhos...
...de repente bateu uma fome...
senti um cheirinho bom de pão fresquinho, daqueles que estalam na boca.
Corri na padablog da esquina e matei minha fome de poesia...

lindo projeto amigo de montanhosos abraços..

muito sucesso na sua fabricação de sonhos e suspiros...

sábado, maio 24, 2008 6:49:00 AM  
Anonymous Anônimo said...

meu amigo,
parab�ns por suas conquistas!!! vc sabe alimentar almas e realizar sonhos.

fiquei feliz em te ver no video.

abra�o!

Maria Cl�udia

quinta-feira, maio 29, 2008 1:08:00 AM  
Blogger paxomnia said...

diovvani, engraçado como a gente se reconhece na fala do outro. mineiro a gente conhece de longe. ja dizia aquela poesia/poema, sei lá - todo mineiro tem um trem de ferro apitando nas veias. é isso. acho que ce ta fazendo uma parada muito massa. e gostaria de ver com voce como trazer isso para a escola em que trabalho (detalhe - sou professora de artes) e vou trabalhar com uma turma que faz oficina comigo, esta tua poesia tao pop.podecre. beijo. paz

domingo, setembro 07, 2008 1:01:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home