poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

sexta-feira, novembro 07, 2008

Postagem ao som das músicas O Que Sobrou do Céu [OuçAquiÓ], Minha Alma [OuçAquiÓ], Reza Vela [OuçAquiÓ] - O Rappa e The Unforgettable Fire [OuçAquiÓ] - U2.
(Van Gogh)
...
FOGARÉU

Embriagar-me da luz
de um girassol de Van Gogh.

Bispar-me com as cores
de um rosário do Arthur

e acima do chão sair pelas ruas
cuspindo palavras de fogo

nos transeuntes presos no iceberg
da indiferença urbana que a cada dia

cresce como o derretimento
das calotas polares.

Deixar minhas roupas suadas
na grama bem cuidada do jardim

sob a guarda do homem
que vende algodão doce.

Sem lugar - estacionar meu corpo nu
às seis horas da tarde

em frente ao Palácio da Liberdade,
que mora entre grades.

(enquanto num radinho de pilha
alguém se benze ao ouvir os primeiros acordes da Ave Maria, após
o programa Itatiaia Patrulha)

Soltar minha fera e atormentar
a pose de mansidão

dos praticantes de Yoga
cheios de graça em plena praça.

Quebrar as algemas
no cinturão da lei.

Cortar as veias da lucidez
das minhas orelhas

cansadas de ouvir os ruídos
do mundo em ruínas

e mudo deixar
sangrar meu gesto

enquanto me abraça
uma camisa de força.

...
Para meu amigo Wanderson Novato, poeta, que dia desses atinou (teve lá seus motivos) de ficar nu em plena Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. Ele foi gentilmente algemado e conduzido ao departamento psiquiátrico do Hospital Galba Veloso. Tá tomando uns compridinhos receitados pelo médico - manda dizer que tá tudo sob controle.

8 Comments:

Anonymous marcos pardim said...

novato, praça da liberdade, belo horizonte... sinais de que tudo conspirava mesmo para a nudez (rss...) se seu amigo viesse ficar nu na bienal de sp, ele não teria sido internado, e sim ganharia umas doações do público, inclusive roupas... abraço.

domingo, novembro 09, 2008 7:33:00 PM  
Blogger Miriansou said...

Olá amigo poeta!
Delícia seus versos são!

quarta-feira, novembro 12, 2008 8:20:00 AM  
Blogger Múcio L Góes said...

Deus salve os poetas loucos!!!

eles bem sabem oq fazem.

poemaço, irmão... à altura do ato!

bjo

sexta-feira, novembro 14, 2008 9:34:00 AM  
Blogger Octavio Roggiero Neto said...

a loucura e a Poesia andam lado a lado mesmo, né? poetas e loucos, os incompreendidos!
quando jovem, num belo dia de chuva, meu pai saiu correndo pelado pelo quintal da casa onde morava, gritando que estava havendo uma guerra e que estavam lançando bombas por sobre a cidade. depois deste episódio, foi internado num "hospital de loucos", com direito a tratamento com choque e tudo. aí que endoidou de vez!
antes de ele falecer, passávamos os crepúsculos conversando na garagem, obervando o movimento da rua, do universo, dos nossos pensamentos, livres em amizade e sintonizados no etéreo. certa feita ele me disse que um dia, fumando na varanda de casa, teve a oportunidade de ver um barco viking passando vagarosamente, pairando pelos céus. disse, inclusive, que na ocasião chamou uma senhora que trabalhava em sua casa, que confirmou a visão. ao me relatar este ocorrido, disse que não tinha motivo para mentir. não sei se é loucura da minha parte, mas acredito nisso!
acho que foi Murilo Mendes quem afirmou, ou é invenção de minha cabeça: "o impossível é aquilo que não pode ser imaginado". talvez o barco tenha flutuado no céu do universo de todos, talvez só no de meu pai: o fato é que flutuou!
Drummond disse alguma coisa parecida com: "é necessário sobriedade para pintar a loucura". E este seu escrito é assim: de uma beleza sóbria!

sábado, novembro 15, 2008 8:20:00 AM  
Blogger CeciLia said...

Ah, meu querido, de quanta nudez é feito um poema desses, hein? Mas essa, nem todas as algemas do mundo, são capazes de vestir. Abraço forte desde a pampa.

domingo, novembro 16, 2008 8:38:00 AM  
Blogger Mr. Ziggy said...

A arte nos desperta essa abertura para a transgressão. E é por isso que passamos a enxergar o mundo com novos olhos, porque nossos sentidos, transpassados pela arte nunca são mais os mesmos. Do dedão do pé ao último fio de cabelo da alma, o brilho é novo. Abraços!
Ziggy

quarta-feira, novembro 19, 2008 1:03:00 PM  
Blogger J.F. de Souza said...

É chumbo grosso!

Esse ar insalubre por deveras
é que nos deixa assim
doidões

Perfeito, mr Diovvani! Queria escrever algo parecido com a mesma competência...

1[]!

quarta-feira, dezembro 03, 2008 12:50:00 AM  
Blogger J.F. de Souza said...

Ah! Diovvani!

Tem um convite pra você no B7C! Dê uma clicada aqui e veja lá!

1[]!

quarta-feira, dezembro 03, 2008 12:50:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home