poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quarta-feira, janeiro 07, 2009

Postagem ao som da músicas Paranoid Android [OuçAquiÓ] e Street Spirit [OuçAquiÓ] - Radiohead
(Guido Boletti)

ANÊMICA POÉTICA

Definitivamente não.
Não morreu a poesia.
Os poetas é que, eX: tão
sofrendo de amnésia.

4 Comments:

Blogger Rayanne said...

LINDOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

Ah, meu querido,
primorosa, como só você sabe fazer.

amor muito,

**Estrelas tantas!**

quinta-feira, janeiro 08, 2009 6:31:00 AM  
Blogger Rede aan! Distribui conteúdo Cultural e Artístico said...

Bacana esse sangue poético que corre pelas suas vêias heim!!!
Super abraços!
Demétrius Cotta

segunda-feira, janeiro 12, 2009 10:59:00 PM  
Blogger Stephanie said...

realmente, não morreu a poesia, esse povo que vai muito desmemoriado.

e nossa! há quanto tempo que eu não passo por aqui! adorei esse poema =)


beijos!

domingo, janeiro 25, 2009 6:26:00 PM  
Blogger Margarete Pinheiro said...

A vida dança na música desse quadro, deixando ao poeta a sutileza de poucas palavras.
Margarete Pinheiro

quinta-feira, maio 21, 2009 1:07:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home