poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

terça-feira, dezembro 20, 2011

Postagem ao som da música Kite - U2




UM LOUCO ME DISSE

“sou apenas parte do principio
ativo de um novo vírus mutante
aguardando o instante do parto
estudando desde o inicio (bit a bit, byte a byte)

as emaranhadas linhas dos programas
as chaves mestres do grande $istema
para no mínimo oxigená-lo e inspirá-lo
com o ar e o verde de outros raros campos

vocês não conseguiram me sufocar
ainda respiro estou vivo e pensante
muito em breve se erguerá o gigante

e seremos milhões, bilhões, trilhões...
de semeadores liberto$ da logica
insana e decadente deste ho$pício”

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Repassando plágio a seu desfavor

PÃO E POESIA - PROJETO DA POETA DELASNIEVE DASPET LEVADO A EFEITO COM A REDE DE SUPERMERCADOS COMPER

.
Mais um espaço para a poesia se abre em Mato Grosso do Sul.
.
LOCAL: Comper Jardim dos Estados
ENDEREÇO: AV MATO GROSSO ESQUINA COM A AV. CEARÁ
DIA: 19 JANEIRO DE 2012
HORÁRIO: às 18h
.

“O ser humano tem duas grandes fomes – a de pão e da beleza, uma saciável outra infindável” – já dizia o contista cubano Jorge Onélio.

Precisamos de comida, diversão e artes, afirmavam os Titãs em 1987, ou seja, o individuo precisa sustentar o corpo com o pão e a alma com a poesia para fazer o equilíbrio.

E, é exatamente isso que a poeta Delasnieve Daspet propôs - PÃO E POESIA – em qualquer esquina, em qualquer padaria, com a apropriação da embalagem utilizada por padarias para divulgar a arte poética ao público, vinculando à necessidade de atender “a fome de pão” dos consumidores o prazer destes em poderem saciar “a fome de beleza”, a partir do alimento poético, e, a sua idéia e o seu projeto foram encampados pela Direitoria da empresa COMPER - Comercial Pereira Ltda, sensíveis a divulgação da cultura.
.

Começar o dia com poesia.
Versos entre o café e o pão,
Versos envolvendo o pão.
Manhãs de descoberta e sonho,
De alimento e fantasia.
Pão e poesia.
.

Delasnieve pretendeu e pretende abrir espaço para nossa poesia e despertar nas pessoas o gosto pela leitura e o interesse pela arte poética, ampliando o acesso do público a ela.

Trata-se de estampar os seus poemas e da permuta dos seus direitos autorais pela divulgação de seus trabalhos no saco de pão que as famílias levam toda manhã para suas casas.

Neste primeiro momento Delasnieve Daspet se faz acompanhar da poeta Ariadne Cantú.

Tomar o café da manhã lendo poesias é a sua proposta.

Delasnieve sonha em levar as embalagens em exposições itinerante “Pão e Poesia na Escola”, podendo ser oferecidas aos colégios interessados e/ou ampliadas em banners a título de mostra cultural.

Delasnieve Daspet almeja em contribuir para criar o hábito de leitura. Além disso, é a poesia é um importante formador social que deve chegar, principalmente, àqueles que não tem oportunidade de acesso.
E qual é a forma mais democrática de acesso a não ser via o saco de pão?
Todos compram pão.
Todos!


Delasnieve Miranda Daspet de Souza
- Poeta, Essencialmente -
Presidente da Associação Internacional Poetas del Mundo
Universal Peace Embassy - Universal Ambassador Peace Circle – Geneve – Suisse Paris - France.
9911.1959

quinta-feira, janeiro 19, 2012 3:48:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home