poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quinta-feira, fevereiro 02, 2006

Picasso
Postagem ao som de "O amor" música de Caetano Veloso, Ney C.Santos e Vladimir Maiakovskivan Lins. Canta: Gal Costa.
_Cordeiros ensinados lamentam e choram!_
.
E os tentáculos do lodo da materialidade segue,
lobo doído sufocando, espalhando daninha erva
no entorno do espírito humano espantalho.
Apresentadores gordos e Faustos humanos Silvas bichos:
ratos-jacares-leões-galistéricas-gagás-loiras-KamaRgás
de toda espécie.
.
Mentes atrofiadas dão nó e dó
no coração bobo do globo.
Cadê a compaixão!? Perdida na coroa de espinhos?
Fazem biquinho e apresentam
sem pudor nas tv´s tupiniquim
belos e tatuados corpos:
batem palma, os inocentes fiéis devotos,
agradecem com juízo cambaleante
a extinção dos valores mais elevados da raça.
.
Belas, plásticas, piercings nús umbiguinhos
atômicos músculos
verdadeiras esculturas, alta-tensão,
reboliço de tesão, por carne e silicone.
Cascas humanas tecnológico envernizadas
com rostos esticados sorriem tolas.
Caminham (in)felizes e ocas,
pela face da terra
despidas de alma.
.
E ainda ficamos admirados e comovidos
quando uma mãe doente desse nosso tempo,
corre louca para uma lagoa
e oferece a outra suposta mãe
a própria filha em sacrifício.
.
É, mas nem tudo perde-se,
pois as águas da Pampulha
num gesto de verdade-mãe-sem mágua:
literalmente pariram outra vez
pelas mãos do parteiro José Cruz
de dentro da placenta plástica preta,
I a r a.
Não a Rainha das Águas
mas das lágrimas
Acionadas pelo olho mágico de uma câmera.
.
Para os que querem furar a fila de adoção para ficar com Iara digo: não se desesperem, pois por ai tem muita criança precisando, nem tanto de mãe e pai, mas de carinho, amizade, respeito, escola e o direito de viver com um mínimo de dignidade. Precisando de pelo menos chegar a idade madura com o alicerce de valores sólidos (não os falsamente mascarados pela mídia) para transmitir a outras crianças, valores de igual brilho. Em tempo também para o apresentador do programa: Itatiaia Patrulha - Laudívio Carvalho da Itatiaia (sou fã da rádio) que outro dia reclamava com certo orgulho, da exclusividade de tão triste matéria. As vezes sinto que para ele, quanto pior a coisa estiver melhor é para a audiência. Gostaria de acreditar no contrário, mas infelizmente é isto que salta ao meu entendimento enquanto ele conversa com Eduardo Lima antes do começo de seu programa. É estranho mas sempre que envio alguma mensagem no e-mail da Itatiaia nunca dizem que receberam ou falam sobre o mesmo. Não amigos, não pensem que quero algum tipo de divulgação não careço mendigar espaço na mídia convencional. Aqui cavo toscamente com a pá da palaRvra quente, o buraco no vulcão do meu cérebro em constante erupção. Aqui REALMENTE não se vende opinião. "A vida é como um eco, se você não gosta do que está recebendo, observe o que está emitindo." Augusto dos Anjos... save me NOW!!!.
.
_A UM CARNEIRO MORTO_
.
Misericordiosíssimo carneiro
Esquartejado, a maldição de Pio
Décimo caia em teu algoz sombrio
E em todo aquele que for seu herdeiro!
.
Maldito seja o mercador vadio
Que te vender as carnes por dinheiro,
Pois, tua lã aquece o mundo inteiro
E guarda as carnes dos que estão com frio!
.
Quando a faca rangeu no teu pescoço,
Ao monstro que espremeu teu sangue grosso
Teus olhos - fontes de perdão - perdoaram!
.
Oh! tu que no Perdão eu simbolizo,
Se fosses Deus, no Dia de Juízo,
Talvez perdoasses os que te mataram!

1 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Poeta e amigo: você se supera a cada post. Sou seu fã, de carteirinha, flâmula na parede, camiseta e o escambau. Não tenho árvores de poemas, mas tenho uma árvore de poemas teus.

um forte abraço.

Nel Meirelles, aquele que desenxabidamente catucou os pés da lua.

http://www.falapoetica.blogger.com.br

sábado, fevereiro 04, 2006 12:15:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home