poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

terça-feira, fevereiro 14, 2006


Postagem ainda conversando com GA e Ronilson.
_Tanatos_

Não tenho medo
de morrer.
O que temo,
é não acordar.

(depois da festa da vida)

E se o celular
não despertar?
Se minha alma
perder a "chalma",
meu corpo,
ficar sem lugar.

Para GA que me disse que o medo dele, é nascer de novo. Também para o Reis que olha para o céu azul com passarinhos voando e diz: "é isto aqui não é um bom lugar para se viver".

3 Comments:

Anonymous Anônimo said...

meu amigo: forte, teu poema. cada vez que venho aqui, me deleito com tuas palavras. caraca!!! guarda aquela branquinha.. tu vou chegar aí.

abraço
Nel Meirelles

quinta-feira, fevereiro 16, 2006 9:57:00 AM  
Blogger Francisco Sobreira said...

Diovanni: Por causa da pressa, estou, por enquanto, passando por aqui para lhe agradecer a visita e as palavras elogiosas. Depois, com tempo, irei ler com atenção o seu blogue. Um abraço.

sexta-feira, fevereiro 17, 2006 9:58:00 AM  
Blogger G.A. said...

Cara estamos terminando de gravar alguns canais para o CD do PLAN.. prometo que depois do carnaval devolvo o teu MD
Um abração!!!

quinta-feira, fevereiro 23, 2006 5:48:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home