poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quarta-feira, outubro 04, 2006

postagem ao som da música: “a dança das borboletas” com zé ramalho.
(pintura de jean dubuffet)
_diagnóstico (cai)pira_
insônia temos
quando nossos grilos
carrapicham-se
aos cabelos
do nosso pensamento
noitemadrugadadentro.

aguardem... daqui uns dias, estrearemos novo "lay-out" do "poeminhas..."; presente de pedro pan , para quem dedico este "post".

40 Comments:

Blogger Rayanne said...

Ansiosa para ver.

Cheia desses grilos cantando.
Tão alto, tão alto.
Que eu quase não posso ver.
Estrelas ser.
Brilhar de fome.

**Estrelas**

quarta-feira, outubro 04, 2006 10:58:00 AM  
Anonymous Juliana Pestana said...

uhmmmm... surpresinhas...

quarta-feira, outubro 04, 2006 12:04:00 PM  
Anonymous Juliana Pestana said...

uhmmmm... surpresinhas...

quarta-feira, outubro 04, 2006 12:04:00 PM  
Anonymous Anônimo said...

Caramiolando com meus pensamentos, para fazer jus ao meu existir, lembrei-me do conto do sábio chinês do velho Raul, quem sabe um dia eu venha a descobrir que sonhos são realidades sonhadas dantes.....

Kátia silva

quarta-feira, outubro 04, 2006 3:21:00 PM  
Blogger Nanna said...

Esses grilos que não soltam nunca!!!

Beijinhos...

quarta-feira, outubro 04, 2006 5:41:00 PM  
Anonymous pedro pan said...

, às vezes em "noitemadrugadadentro" grilos eram bússola e vaga-lumes lumiavam nossas noitadas pelo interior a fora....
, li poema gostei, já pensava em que comentar. porque me identifiquei com texto. e não é que há um rodapé... agradeço...
|abraços meus|

quarta-feira, outubro 04, 2006 7:47:00 PM  
Anonymous Juliana Pestana said...

Parece a Marla?! Quem me dera... de fato ela é uma grande inspiração!! :-)

Bjos

quarta-feira, outubro 04, 2006 10:25:00 PM  
Blogger Vicente Siqueira said...

Oi, Poeta.
Eu também queria noitemadrugadadentrar só para me diagnosticaipirar.
Hummm... Ou seria diagnosticaipirizar?
Pra você eu deixo montanhas de doces.
Vicente

quarta-feira, outubro 04, 2006 10:57:00 PM  
Anonymous zingarah said...

Diovvani,
passei por aqui para deixar-lhe um abraço. Sabe que eu tb gosto muito do Zé Ramalho? Ô voz rouca que corta fundo, sô! Bjs.,
Zingarah

quinta-feira, outubro 05, 2006 8:25:00 AM  
Blogger Leandro Jardim said...

Boníssimo, como siempre!

quinta-feira, outubro 05, 2006 9:46:00 AM  
Blogger Octávio Roggiero Neto said...

Recebo sim, poeta! Pode deixar, que eu não esqueci não do livro!
Depois entra lá no site http://www.releituras.com/ e mande um seu poema.
Layout do Pedro? Se for o que já vi, já disse, tá lindo. O Pedro é mesmo brilhante, não é?
O seu diagnóstico (cai)pira é muito preciso, diria, além de precioso.
Obrigado pelas palavras afetuosas lá no primícas poéticas, às vezes a gente precisa delas. No meu caso, sempre.
Abração!

quinta-feira, outubro 05, 2006 10:40:00 AM  
Blogger Múcio Góes said...

minhas insônias,
das noites medonhas,
imprimo nas fronhas.


belo poema!

Bom Pedro I, mestre em lay-outs! rsrs.

Waiting...

[]´s

quinta-feira, outubro 05, 2006 12:14:00 PM  
Anonymous Dora said...

Jeito do Marla!! rs Jeito seu! Grilos e grilos...Insetozinhos que desnorteiam os cabelos e os pensamentos, ao mesmo tempo!!!! Oba! Esse negócio "pira", né?
Lindo, seu moço!
Abração!!!!!!!!!!
Dora

quinta-feira, outubro 05, 2006 3:03:00 PM  
Anonymous Dora said...

Jeito do Marla!! rs Jeito seu! Grilos e grilos...Insetozinhos que desnorteiam os cabelos e os pensamentos, ao mesmo tempo!!!! Oba! Esse negócio "pira", né?
Lindo, seu moço!
Abração!!!!!!!!!!
Dora

quinta-feira, outubro 05, 2006 3:03:00 PM  
Anonymous Dora said...

Jeito do Marla!! rs Jeito seu! Grilos e grilos...Insetozinhos que desnorteiam os cabelos e os pensamentos, ao mesmo tempo!!!! Oba! Esse negócio "pira", né?
Lindo, seu moço!
Abração!!!!!!!!!!
Dora

quinta-feira, outubro 05, 2006 3:03:00 PM  
Anonymous Dora said...

Jeito do Marla!! rs Jeito seu! Grilos e grilos...Insetozinhos que desnorteiam os cabelos e os pensamentos, ao mesmo tempo!!!! Oba! Esse negócio "pira", né?
Lindo, seu moço!
Abração!!!!!!!!!!
Dora

quinta-feira, outubro 05, 2006 3:03:00 PM  
Anonymous Anônimo said...

Nossa, bom ter passado por aqui. Apreciei por demais suas construções, seus brinquedos de armar(amar). Agora imagina tudo isso numa template melhor, presente do Pedro. Vai ficar perfeito.

Abçs ae colega das minas, de alguém das bahias.

quinta-feira, outubro 05, 2006 4:01:00 PM  
Blogger Marcellinha said...

Grilos são bons quando "grilam" com som, não quando "grilam" a cuca...
Insônia ouvindo grilinhos... lembrança da infância, de férias caipiras...
Lindo!
Bjs

quinta-feira, outubro 05, 2006 5:50:00 PM  
Blogger André Lasak said...

Ôpa!

O Quimera Ufana faz um ano de vida, mas quem ganha é... ele mesmo!

Venha conhecer o novo layout!
http://www.quimeraufana.blogspot.com/

Abração!

quinta-feira, outubro 05, 2006 11:54:00 PM  
Blogger Clara said...

Oi! Nossa essa música é um show!!! Linda-de-viver! Adoro seus poeminhas!
Beijo!

sexta-feira, outubro 06, 2006 1:19:00 PM  
Anonymous Loba said...

noitemadrugadadentro torna-se infinita qdo estes insetozinhos se misturam a mim. e olha que sou ótima de cama, viu? mas detesto qdo grilos me fazem sentir a pior das mulheres!
Seus poemas têm um gosto tão bom que dá vontade de sair poetando...
Beijoconas

sábado, outubro 07, 2006 11:33:00 AM  
Blogger Saramar said...

Esses grilos já são meus velhos conhecidos, noite a dentro, madrugada a fora.

Adoro seus poemas!

beijo

sábado, outubro 07, 2006 11:57:00 AM  
Anonymous marcia xavier said...

insanos são aqueles que não tem grilos!
:)

sábado, outubro 07, 2006 5:36:00 PM  
Blogger Marcela Bertoletti said...

Muito boa essa
definição de insonia!

Bjs

domingo, outubro 08, 2006 2:46:00 PM  
Blogger Vicente Siqueira said...

Oi, Poeta.
Finalmente baixei e ouvi suas músicas. Gostei de ambas, porém identifiquei-me mais com a "Ano Zero". Primeiro, porque a melodia é muito envolvente e consistente e segundo porque a letra mescla filosofia com irreverência. Acredito que se o Zé Ramalho a gravasse seria um Hit nacional de imediato. Tem tudo a ver "Universos paralelos explodirão...", "...por detrás da capa preta do Zorro ou do Batman...". É mole? Quer mais.
E o solo de guitarra?
Essa música é sua, poeta? É você que está no vocal?
Bem, pra não dizer que não falei de flores: a música "Minha Janis", também tem seu charme, com versos absolutamente originais, como: "... desenrola os meus novelos... pura lã que agasalha a noite fria de Berlim..." Agora, o melhor é "Rompe os elos,desate os nós...",
"...fique nua de todo pudor...".
É, poeta. Gostei realmente das músicas e se for possível passe-me outras. Vou demorar para abri-las, pois estou passando por uma fase de ter pouco tempo disponível, mas com certeza vou salvá-las, todas em MP3. OK?
Mande, sim, outras músicas, pois eu vou gostar disso.
Vou, por isso, enviar-lhe uma montanha de doces.
Vicente

domingo, outubro 08, 2006 8:46:00 PM  
Anonymous marcos pardim said...

insônia noitemadrugadadentro até que é moleza, meu velho... difícil mesmo é quando a porra desses grilinhos resolvem carrapincharem-se em meus verdadeiramente encaracoladospichainscabelos em plena luz do dia. e zunem... e zunem... que eu até me esqueço de que dormir acordado é mesmo um jeito dos mais mansos e ternos de se descansar da lida.
cum deus, diovvani.

segunda-feira, outubro 09, 2006 7:58:00 AM  
Blogger Marla de Queiroz said...

Cri cri cri criatura de deus!!!rsrsrsrsrs...Sorte a minha com meus cabelos cacheados, molas amortecedoras dos meus pensamentos...Durantes as minhas insônias, enrosco palavras no dedo e sonho poemas.
À propósito...porque meu nome foi citado pela Juliana e pela Dora? Fiquei curiosa!
Beijos, beijos, beijos.

segunda-feira, outubro 09, 2006 9:07:00 AM  
Blogger Marla de Queiroz said...

Dio!
Amo aquela música do Djavan, amo! Depois dela, a que me entardece é Álibi:
"quando se tem o álibi
de ter nascido ávido
e convivido inválido
mesmo sem te havido..."

Dio, se tem dor ali, costurada, tem amor também.Mas o que importa, se essa coisa é inventada ou não,
é que mexendo, bolinando, lembrando, fabricar uma metáfora que preste, já vale...rsrs
Beijos, moço.
Seu Bonito!

segunda-feira, outubro 09, 2006 10:32:00 AM  
Blogger Wilson Guanais said...

olá , gostei muito do diagnóstico.
abraço

segunda-feira, outubro 09, 2006 11:17:00 AM  
Blogger Bruna Rasmussen said...

insônia essa que me fustiga..

beijos

segunda-feira, outubro 09, 2006 6:00:00 PM  
Blogger Luzzsh said...

Oi Dio,

E aí, que fazer, não? Abrir a porta, sentar na soleira, olhar a lua. E esperar que o cri-cri dê sono, rs....

Lindo!

Beijos

segunda-feira, outubro 09, 2006 9:21:00 PM  
Anonymous Anônimo said...

Oi!
realmente muitas das minhas noites insones são em função de grilos embolados nos pensamestos... belo poema.

abraço!

segunda-feira, outubro 09, 2006 9:26:00 PM  
Anonymous Lela said...

Vixe e esta noitemadrugadadentro não ouvi os tais grilos, mas a senhorita insônia me acordou as 00:20 e só foi embora em torno das 2:00. Deusémais! Vôte!
Ô, amigopoetadasmontanhasgerais, dia 12 vai ter festa por aqui?
Abraço grande

terça-feira, outubro 10, 2006 11:03:00 AM  
Blogger alice said...

querido amigo,

que saudades eu tinha de vir visitá-lo, o tempo tem-me prendido noutras margens, mas este rio sempre me chama baixinho, vem ouvir os poeminhas do diovvani, e eu venho, com muito prazer, te ler

um grande beijinho,

alice

terça-feira, outubro 10, 2006 11:46:00 AM  
Blogger Beatriz Galvão said...

Poesia é vôo
e alucinações
e insônias
e você

sempre!

Diovvani, tô voando em novas paragens agora. Mas ainda tenho lá as pegadas para cá.
http://beatrizgalvao.wordpress.com

beijo grande!

terça-feira, outubro 10, 2006 3:55:00 PM  
Blogger CeciLia said...

Diovvani,

Tenho um grilo encarapitado no alto da minha franja. Nas noites de insônia, ele distende o arco do violino. Me anima as festas e apaga as dores dos dentes. Gosto de vir aqui. Como gosto!

Abraço (te mandei um e-mail)

terça-feira, outubro 10, 2006 7:52:00 PM  
Anonymous sanka said...

adoro a simplicidade com que escreves.
lindo!
abraço!

quarta-feira, outubro 11, 2006 8:16:00 AM  
Anonymous Juliana pestana said...

Que gostoso esse post, meu querido.
Engraçado como nutrimos um carinho todo especial uns pelos outros nesse mundo virtual. Desejo-te mta luz e amor em seu caminho. Gostava do template antigo, mas o layout novo está bem bacana.
Parabéns ao blog, parabéns a vc e principalmente a nós pelo poema-presente! :-)

Bjos meus e mtos sorrisos.

quinta-feira, outubro 12, 2006 7:41:00 PM  
Anonymous Márcia do Valle said...

Olá, cheguei aqui através do blog do vicente, porque adorei esse texto sobre a insônia. Muito bom mesmo!

sexta-feira, outubro 13, 2006 12:29:00 PM  
Blogger Clauky Saba said...

é, eu sei... faz tempo.

mas adorei os grilos carrapichados!!!

poetabraços

clauky

quarta-feira, outubro 18, 2006 11:20:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home