poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

segunda-feira, junho 04, 2007

Postagem ao som da música "Loosing My Religion" - REM. [OuçAquiÓ]

(Clique na imagem para melhor visualização)

34 Comments:

Blogger Beatriz Galvão said...

Vou junto!
hehhehe...

Beijos muitos, querido!
Bia

segunda-feira, junho 04, 2007 3:01:00 PM  
Anonymous Dora said...

Você é impagável!!! rs E eu "torço" também!!!!
Agora, vou falar uma coisa que vc não acredita...Eu sou simplesmente apaixonada por essa canção: "Loosing my religion" (e não vou explicar nadinha das razões...rs ). Posso só dizer que a ouvi, num momento especial...
Pode me dizer o nome do "conjunto"?
Abraço e boa-sorte na obra...
Dora

segunda-feira, junho 04, 2007 3:18:00 PM  
Anonymous Dora said...

Até voltei aqui, prá conferir...rs Rapaz! (você descobriu essa faceta minha(que muita gente da Net já conhece...rs)...Sou completamente "desligada"...e as meninas (lela, crys, etc...) me chamam de "lesa"...Uai! Que culpa tenho? É de nascença...rs
Não precisa me enviar, não... Brigadim. Eu vou achar esse cd.
Abração!!!
Dora

segunda-feira, junho 04, 2007 4:56:00 PM  
Anonymous paulo vigu said...

Entrelinhas entrecinzas entreversos: essa moita tem poesia. Riodaqui aí deixa abraço.

segunda-feira, junho 04, 2007 8:55:00 PM  
Blogger clarice ge said...

eu vejo... tem uma obra aqui.
abraço acarinhado Dio

ps: regador e amor é ferramenta indispensável no meu jardim.

segunda-feira, junho 04, 2007 9:34:00 PM  
Anonymous Lela said...

Eita! Ninguém vendo? Alguém sentindo.
Viu aí que a Dora disse que vai achar esse CD, né? Irmãozinho, deusémais, é ruim disto acontecer! ;)
Abraço grandemais n'ocê, Dio!

terça-feira, junho 05, 2007 5:52:00 AM  
Blogger Van said...

Oi, querido....
Mil obrigadas pelos elogios!!! Que bom que vc de alguma forma foi parar lá. Bem-vindo ao VAN Filosofia. Agora que já sabe o caminho, volte outras vezes pra tomar um cafézin comigo.

Bem, "Clube da esquina II" talvez-de-repente-quem-sabe seja 'A' música da minha vida. Perdi as contas de quantos shows do Lô Borges eu fui ver. (e do Flávio, e do Milton...) Aliás, minha história foi desde sempre permeada pela música mineira. Sou uma eterna apaixonada por Minas e pelos mineiros e suas canções (as mais belas do planeta)!!!!

Beijuca, querido. Tô te esperando pro cafézin diário!
;)

terça-feira, junho 05, 2007 7:47:00 AM  
Blogger Van said...

Ouça mais de mim aqui:
www.myspace.com/vanluchiari

terça-feira, junho 05, 2007 7:52:00 AM  
Blogger moacircaetano, todo prosa! said...

a água...
inodora, insípida, inocolor...
mas como tem sabor!

terça-feira, junho 05, 2007 11:31:00 AM  
Anonymous Maria Cláudia said...

adubo?

Lembrei Manoel de Barros.

Beijo!

terça-feira, junho 05, 2007 2:14:00 PM  
Blogger Giovanna said...

Nossa adorei seu blog!!!!!
Como é que eu não tinha vindo aqui antes. Também sou um pouquinho mineira, mas minha cidade é tão pequenininha que você nem deve conhecer, Boa Esperança.

beijos,

take care*

terça-feira, junho 05, 2007 4:19:00 PM  
Anonymous Valéria said...

nuvéns de poesia...
beijo moço

terça-feira, junho 05, 2007 9:05:00 PM  
Anonymous Pedro Pan said...

, obras tramadas, amoitadas, anotadas...
, e um paierin pra contar o caso...
, abraços meus.

terça-feira, junho 05, 2007 9:06:00 PM  
Anonymous Erika said...

rsrsrs.. espero que seja inodora mesmo..

Beijo

quarta-feira, junho 06, 2007 6:12:00 AM  
Anonymous Janaína Calaça said...

Hahahahaha!
Querido, vc e essa sua cabecinha! :P
Gostei do poema-imagem!

Beijo e abraço apertado.

Jana

quarta-feira, junho 06, 2007 7:08:00 AM  
Blogger Octávio Roggiero Neto said...

ê, poeta traquinas, mamando no pito e torcendo pra não levar um pito...

esta foto-tema do "poeminhas..." é bem a cara do menino que anda aprontando Poesia no imáginário deste seu leitor.

aliás, tenho um haicai que é muito você (talvez muito eu também...):

puerícia

etéreas criaturas,
as crianças, em silêncio,
inventam diabruras.

forte abraço, poeta dos mares de morros!

quarta-feira, junho 06, 2007 8:40:00 AM  
Blogger Clóvis said...

Viagem rara, meu caro.
Atrás da moita desempoeiramos versos já esquecidos que trazemos na mente, tornando-os pensamentos livres, disformes e lépidos.

quarta-feira, junho 06, 2007 1:45:00 PM  
Blogger clarice ge said...

recadinho pra Vanusa:
Um abraço carregadinho de meu carinho. Que este dia 7 e todos teus dias sejam sempre muito bonitos, ao lado de teu amor, em teu ninho, rodeada de seres especiais. Paz e alegria.

recadim pra Dio: Fico emocionada de pertencer a beleza do ninho. É como se lá estivesse presente. Envie-me fotos... Um feriado supimpa pra vocês. Abraço carinhoso

quarta-feira, junho 06, 2007 3:20:00 PM  
Blogger Saramar said...

Sinto contrariá-lo, Poeta.

Obra de poeta tem que ter todos os cheiros, todos as cores, todos os sons.

(culpa sua, que nos acostumou assim).

beijos

quarta-feira, junho 06, 2007 8:32:00 PM  
Blogger Mônica Montone said...

Essa música me lembra o show deles, no Rock and Rio, demaaaais :o)

beijos, dear

MM

quarta-feira, junho 06, 2007 9:25:00 PM  
Anonymous Lela said...

Ei, amigo, encontrei rastros em um belo jardim de um aniversário pelas bandas daí. Um grande abraço na sua Vanusa. Que ela esteja envolta em amor, luz e paz sempre. Que seja um feliz aniversário!!!
Abraço grandemais pros dois!

quarta-feira, junho 06, 2007 9:43:00 PM  
Blogger Loba said...

Vou falar a verdade: aqui tudo é bom. Seus poemas me deixam um tempão olhando dentro de mim. É que eles entram, viu? E os comentarios? Que gente boa esta, né? Gente que escreve bonito na caixinha de ocmentarios! rs...
Beijo, viu? Um tanto gelado por aqui!

quinta-feira, junho 07, 2007 7:35:00 AM  
Blogger Antônio Alves said...

O poeta consegue fazer a traquinagem mal cheirosa exalar poesia límpida.

quinta-feira, junho 07, 2007 10:38:00 AM  
Blogger Ricardo Imaeda said...

como é bela sua página!
parabéns
um abraço

quinta-feira, junho 07, 2007 4:42:00 PM  
Blogger Ariane said...

olá amigo!
adorei sua série de fotos-poemas...
...se uma imagem fala mais que mil palavras, uma imagem com palavras que falam mil idéias exponencia a arte e sua beleza...

beijo

sexta-feira, junho 08, 2007 11:08:00 AM  
Blogger Claudinha said...

A imagem fala muito, as palavras complementam, a obra sai da mente. Um pito pode gerar um pito...
Beijo.

sexta-feira, junho 08, 2007 3:43:00 PM  
Blogger Dreamer said...

entre cinzas de versos-ontem.

belo lugar. voltarei

sábado, junho 09, 2007 12:29:00 AM  
Anonymous marcos pardim said...

inodora, é mesmo desejável que ela cheira (rss..) ou melhor: que ela seja. agora, insossa ela não será nem que o fumo de corda faça o boi tossir, meu velho. e por falar em "sem ninguém ver", rapaz cada coisa que a gente faz nessas condições (rss...) cum deus.

sábado, junho 09, 2007 1:15:00 PM  
Blogger Ariane said...

...e devagarinho, vou voltando,e vez por outra me encantando entre versos e prosa de adoráveis sonhadores...

beijo

sábado, junho 09, 2007 5:51:00 PM  
Blogger Múcio Góes said...

saiu sonora, bela obra, em boa hora!

Bom Dio.

[]´s

domingo, junho 10, 2007 2:04:00 PM  
Blogger Menina do Reggae said...

sem ninguém ver, você fugiu para outros mundos.

isso sim é uma façanha.

losing my religion, boa!

fico triste quanto ao Pedro.
queria poder ajudar.
queria não, eu posso.
de alguma forma.
eu vou ajudar.

Au Revoir.

domingo, junho 10, 2007 2:11:00 PM  
Anonymous lau said...

É sempre muito bom passear por aqui. às vezes não deixo rastros. Hoje, não foi possível não deixar.
abs

domingo, junho 10, 2007 2:20:00 PM  
Anonymous fabio jardim said...

eu fico torcendo também.
não há como passar ileso por aqui.

domingo, junho 10, 2007 10:26:00 PM  
Blogger Luzzsh said...

Hahaha...

Adorei! ;)

Beijos, Dio...

segunda-feira, junho 11, 2007 7:03:00 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home