poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.

quinta-feira, julho 05, 2007

Postagem ao som da música Kite – U2 [OuçAquiÓ]

Galera, seguinte... o poema “AOS POLÍTICOS E BANQUEIROS DO BRASIL”, trafegará pelas artérias da realidade - com algumas correções, que foram feitas. Com a renuncia, do Roriz, estou realizando algumas adaptações. Como vocês, já devem ter percebido, eu não sou nenhum literato e não entendo nada, da forma culta de como se escrever corretamente. Se “i”, não tivesse, naturalmente o pingo – acho que eu teria dúvida se deveria pingá-lo. Pois é, eu sou o “bebun” das letras, aqui nas terras das mais belas Minas. Mas tudo tranqüilo, pois sou muito bem resolvido, em relação às minhas deficiências e quando preciso de ajuda, não tenho vergonha em pedir aos meus amigos mais cultos. Confesso, que o “WORDnário”, tem me salvado muitas vezes.

Agradeço a Múcio Góes e Pedro Pan, pela prontidão em me ajudar na correção do poema. Saber quando, “A” tem crase e quando não tem; por exemplo, para mim, é o fim da picada. Mas eu já tomei soro antiofídico, contra picadas de alguns literatos, principalmente aqui das Gerais, que certa vez me incluíram entre os medíocres da poesia contemporânea mineira. (Na época, apropriei-me de uma resposta de Manoel de Barros a não sei quem que disse "Poderoso para mim è aquele que descobre as insignificâncias: do mundo e as nossas. Por essa pequena sentença me elogiaram de imbecil. Fiquei emocionado e chorei. Sou fraco para elogios.") N´outros tempos, acho que eles pertenceriam àquela turma, de nobres literatos da ABL, que negaram ao Quintana o direito de sentar-se numa cadeira de “imortal” – por favor, não que eu esteja, comparando-me ao homem, que até hoje continua passarinhando por aí; que fez ninho eterno, no coração de milhares de fãs como eu. Acho é bom, o Mario não ter se sentado, entre aqueles que o consideravam mais um “frasista” (sei lá, como escreve esse trem... o Word também não – grifou de vermelho) do que um poeta. Aliás, acho que ninguém, deveria se auto-proclamar poeta; ou seja lá o que for – deveriam é deixar, que as pessoas o batizassem. Ô turminha... essa aqui das montanhas, que gosta dessas cordiais saudações e outros trecos.

Mas voltando ao assunto, o dono de uma gráfica, me propôs imprimir 5.000 cópias do referido poema para serem distribuídas, pras pessoas nas ruas. Estou com um monte de coisas novas, para postar aqui no “Poeminhas...”. As postagens, voltarão à normalidade semanal, assim que baixar a poeira dos assuntos que foram levantados.

Aguardem mais um pouco, valerá a pena, pois teremos novidades daqui uns dias pra vocês: eu, Pedro Pan, Octávio Roggiero Neto, Marina e Múcio Góes.

MontanhosoAbraço para todos,
Diovvani Mendonça.

P.E.
Recado para Marcos Pardim e Múcio Góes:
vocês dois são malucos?
Só, pode!!! indicar o “POEMINHAS PARA MATAR O TEMPO E DISTRAIR DOR DE DENTE” para concorrer as “Sete Maravilhas do Mundo Virtual”? Conselho: não passem perto, de nenhum hospício que eles internam vocês, no ato – é camisa de força, sem direito a choro.

23 Comments:

Anonymous Pedro Pan said...

, quem sou eu pra corrigir alguma coisa. só sei sugerir, e tudo errado...
, abraços meus.

quinta-feira, julho 05, 2007 10:14:00 AM  
Blogger clarice ge said...

Ah "poeta", nosso idioma é pleno de idiossincrasias... (hahahá, que palavra gorda esta). Chico Buarque falou numa entrevista que não escreve sem trocentos dicionários a mão.
Quintana é imortal e nem os fardados podem negar isto. Era um homem com conhecimento do nosso idioma (aliás, de vários), com vasta cultura e nem por isto soberbo.
Fico no aguardo das novidades mas te rogo que não nos deixes abandonados de tua poesia por muito tempo.
carinhos meus

quinta-feira, julho 05, 2007 12:06:00 PM  
Blogger Claudinha said...

Ô Moço, eu também sou desta sua opinião. Toda vez que leio algo meu, quero retocar e corrigir, pois acho erros. Conversei com um amigo ontem e falamos exatamente sobre isto. Ele, que é escritor, me disse que para um escritor a obra nunca está acabada. Citou grandes nomes e o que aprendeu com eles.
Saiba que nem todo mundo das montanhas de ametistas é assim, uai. Eu nunca fui boa de regras e detesto limites, procuro respeitar, aprendo todos os dias, mas acho que medíocre é quem não tem a cabeça aberta para o que vem no horizonte. Erros, podem ser corrigidos, poemas podem ser mudados, mas criatividade é para quem pode, não para quem quer... E você tem a criatividade a seu lado, associada à canção ( o que me encanta também, pois sem música não existo) Desejo toda sorte do mundo para seu novo projeto, avise a gente e não suma da net!

quinta-feira, julho 05, 2007 2:26:00 PM  
Blogger Antônio Alves said...

Tenho que concordar com você em relação à mediocridade da ABL, quanto às correções textuais sempre recorro ao bom e velho pai-dos-burros. Há braços!


Antônio Alves
No Passeio Público
Postagens às quartas e domingos

quinta-feira, julho 05, 2007 5:06:00 PM  
Blogger Clóvis said...

'Minha poesia dispensa cerimônias
não frequenta saraus e seus geniais verseios gélidos...'



Lembra?
Então, é isso.


:)

quinta-feira, julho 05, 2007 5:19:00 PM  
Blogger Menina do Reggae® said...

Boa noite Moço.

Estou sorrindo depois de ter lido esse post.
Não só pelas piadas que o moço usou contra o word e as crases.
Mas, porque pelo menos alguém vai poder botar a boca no mundo sobre uma questão tão delicada quanto a politica e o sistema bancario no Brasil.
É uma pena eu morar tão longe e não poder pegar uma copia impressa do poema.
Enfim, quanto as pessos da sua cidade, não todas claro, as que referiram a você como um mediocre na poesia.
Perdôa-os eles não sabem o que dizem.
E você bem sabe disso.

Obrigada pela visita ao meu blog, fiquei espantada quando disseste que imprimisse um texto, leu e releu, espantada não é a palavra certa, é feliz.

Obrigada por sempre passar por lá, sempre que posso estou aqui.

E o seu blog tem potencial suficiente para concorrer ao premio as sete maravilhas do mundo virtual, viu.

Enfim, já estou me demorando por aqui.

Passa qualquer dia para uma xícara de café e um pouco de prosa.

É sempre bem vindo.

Beijo nas Crianças

Au Revoir

quinta-feira, julho 05, 2007 6:13:00 PM  
Anonymous say� said...

Oi Dio.
Vc tem MSN. Me adiciona. sayonarahol@hotmail.com
Te passarei o MSN da Lilia. Assim vc fala diretamente com ela, pra adquirir o livro.
O blog dela t� no meus links.
O livro custa 20,00
to te esperando MSN.
beijaum

sexta-feira, julho 06, 2007 7:25:00 AM  
Blogger luma said...

Não se desespere! Língua portuguesa passa por transformações e todos esses acentos serão banidos!
O grande problema não é a língua mas a forma de desenvolvê-la.
Vim agradecer ao comentário feito por ocasião da entrevista que dei no blogue do Júlio. Gostei do que escreveu lá, Obrigada!
Bom fim de semana! Beijus

sexta-feira, julho 06, 2007 2:01:00 PM  
Anonymous Janaína Calaça said...

Querido, há tanto poema escrito em vernáculo perfeito e sem uma gota de vida. Poemas assim só servem para causar orgasmos múltiplos nos masturbadores da gramática. Eu estou mais afim de descansar os olhos da sisudez e afundar meus pés no húmus que é tua poesia. Deixe de besteira, seu Diovvani, te ler é coisa boa e alimenta a alma daqueles que andam meio sem bússola, assim como eu.
Quanto à indicação de seu Pardim... Ué... Eu assino embaixo! O Poeminhas é sim uma das 7 maravilhas da blogsfera. Canto bom, onde a alma descansa.

Beijos

Janis.

sexta-feira, julho 06, 2007 2:47:00 PM  
Blogger Octávio Roggiero Neto said...

ô, seu bebum das letras, vamos tomar todas juntos até cair na palavra amor, entorpecidos na sua acepção mais abrangente! topas?

puxa vida! distribuir poema nas ruas... pensava que eu era o único "doido" que fazia estas cousas!

meu, parabéns pelo poema declamado lá na rádio: é lindo de viver! ouvi umas 5 vezes. o locutor também tem os dom, né não?

ah! e quanto aos cricris que estão atravancando seu caminho, já sabe...

o que importa mesmo é a Poesia, que é nossa língua universal, e nisso cê dá uma aula a cada poema!

viva o Diovvani: espontâneo, sincero, humilde, entusiástico, amigo, espontâneo, simpatissíssimo, humano, músico, poeta... opa, peraí, deixa eu tomar fôlego... enfim, Diovvani, simplesmente, do jeitinho que é: é isso apenas o que esperamos de você, acima de qualquer ortografia!

plantemos a ternura, pois, e que ela se enraize também nos corações de pedra!

vamos nessa, nobre poeta!

sexta-feira, julho 06, 2007 7:51:00 PM  
Blogger Menina do Reggae® said...

ps: passa para tomar mais um café, texto novo.

sexta-feira, julho 06, 2007 9:23:00 PM  
Anonymous Jota Effe Esse said...

Roriz, Roriz, por que foges, infeliz? Se hoje tem espetáculo no verdeeamarelo.zip.net? Abraços.

sábado, julho 07, 2007 1:29:00 PM  
Blogger Loba said...

Dio, vc promete que me manda uma cópia? Gostaria é de estar aí e ganhar na rua... como estou longe...
Olha, se precisar de alguma ajuda (qq uma) me diga, tá? Vc tem meu mail...
Beijãozão

domingo, julho 08, 2007 10:08:00 AM  
Anonymous Dora said...

Oi, poeta! Saudade d´ocê! Mas, uma tal de virose, que eu só conhecia mais ou menos de nome, me "agarrou" e fez o que quis de mim...acredita? rs
E eu tô morrendo de rir d´ocê aqui, nos seus escritos de xingamentos à gramatiquice...rs
E, eu indiquei vc também pra essas 7 Maravilhas...Tá lá no meu blog.
Depois volto.
Tenho que me colocar em dia com seu blog e o de uma porção de companheiros...Eita!
Abraços para você, Diovvani.
Dora

domingo, julho 08, 2007 10:25:00 AM  
Anonymous Lela said...

Dio, amigo, vamo combinar, a sua escrita carrega a sua identidade; tem, ela, as digitais de sua alma. ;)
Amigo, abraço grandemais!

domingo, julho 08, 2007 10:31:00 PM  
Blogger Saramar said...

Que loucos, que nada!
Eles são é muito sabidos.

Creio que os "deuses pretensos da poesia" que julgam, julgam, estão em todo canto.
Por aqui também os há, erva daninha.

Parabéns pela repercussão merecida do seu poema.

beijos

segunda-feira, julho 09, 2007 2:02:00 PM  
Blogger Soninha Bonecas Exclusivas said...

Amigo Diovani, lí em seus versos exatamente a expressão do meu próprio pensamento, cuidadosamente e muito bem esclarecido em seu poema. Terei imenso prazer em entregar seus versos a todos os brasileiros que passam pelo meu caminho. Parabéns pela iniciativa de encabeçar tamanha luta por todos nós. Conte com sua pequena amiga de sempre.
Soninha Moreira

segunda-feira, julho 09, 2007 6:59:00 PM  
Blogger Loba said...

ue coisa linda que ficou o poema! Ainda mais lindo!!! Adorei recebê-lo, viu?
Obrigada pela lembrança.
Estou tentando ver se consigo multiplicar esta ação por aqui. Se conseguir, vamos distribuir nesta cidade das escolas - lugar ideal pra se construir o amanhã, né?
Beijão

terça-feira, julho 10, 2007 4:05:00 AM  
Anonymous Edson Marques said...

se você está entre "os medíocres da poesia mineira", vou mudar-me para Belo Horinzonte, e solicitar minha inscrição nesse Clube...





Abraços, flores, estrelas..


.

terça-feira, julho 10, 2007 1:51:00 PM  
Blogger Mila said...

moço, você escreve muito independente de todos esses probleminhas com a gramatica que voce diz ter.

passarei por aqui em breve ;)

terça-feira, julho 10, 2007 5:37:00 PM  
Anonymous Dora said...

Diovvani! Você tá bem tranqüilo, achando que eu entendi aquele monte de e-mail que chegou aqui na minha caixa, né? Tô confusa, do mesmo jeito...
O que devo fazer exatamente, criatura???????????? Não sei.
E não quero nem saber de ficar de fora desse projeto!!!!!
Abraço de uma blogueira que sempre se sente "fora de contexto"...rs
Dora

quarta-feira, julho 11, 2007 10:28:00 AM  
Anonymous Valeria said...

ai menino! estas bobeiragens me cansam sabia!? eu sou daquelas que ate(sem acento por conta do meu micro que os esta negando!)gostam duma escrita repleta de consultas aos dicionarios(adoro um dicionario), mas que gosta mesmo do que dizem as escritas, muito mais do que da sua retidao ortografica... e vc diz e, para mim, isto e muito mais grandioso que qualquer gramatica...
e mais: poesia e o que temos na vida, nao no papel...
beijo

quarta-feira, julho 11, 2007 11:32:00 AM  
Anonymous Valeria said...

ah esqueci de dizer que fico a ouvir seu poema declamado radio afora... ate meu pai ouve as vezes... e e´ bom!
beijinho

quarta-feira, julho 11, 2007 11:34:00 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home