poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.: Fevereiro 2011

quarta-feira, fevereiro 23, 2011

FILHOTE DE QUINTANA

Eles continuam bravos
atravancando caminhos

envenenando espinhos
para ferir os simples mortais...

Mas como ensinou meu pai -
pego no bico um capim seco ali

entorno mais um verso aqui
para continuar de mansinho

feliz feito um João-de-barro
solto e terno pelos quintais

a construir ninhos
no coração do povo.

terça-feira, fevereiro 22, 2011

segunda-feira, fevereiro 07, 2011

FÁBIO LUCAS - LANÇAMENTO