poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.: Setembro 2011

terça-feira, setembro 20, 2011

CAMINHANTE

em silêncio caminho
entre a multidão falante
que não vê
a poesia - muda –
crescer

diante de pés
que calçam
os velhos sapatos
das urgências