poeminhas p/matar o tempo e distrair dor de dente.: Outubro 2006

sexta-feira, outubro 27, 2006

Postagem ao som das músicas Talismã e Dia Branco - Geraldo Azevedo. [OuçAquiÓ]
(Infelizmente não sei o autor desta foto)
TARDE VIVA
Uma tarde viva-solar de sábado e a
varanda lavada, convida ao descanso.
Sorvo aos poucos o suco que fiz,
com casca de laranja lima.
Ela, na rede; olha verde, umas distâncias.
Contemplá-la... Oxigena minhas idéias.
Barulho d´água caindo no lago-ninho-de-pedras.
Uma vara, sem pescador na espera.
Tucanos e sabiás nas amoreiras.
Um colchão de solteiro, para casar
e deitar, com minha preguiça.
Uma caneta e uma folha, para esses rabiscos.
(vã tentativa de embrulhar o presente)

Na sala um velho rádio, sintonizado na Itatiaia 6.10 am.
Propaganda do "café fino grão" e outras.
Acordes e sons, dumas canções fora de moda.
Casinhas de marimbondos penduradas nas telhas.
Latidos de cachorros nos cafundós.
Mugido de bois, no curral das lonjuras.
Poucas nuvenzinhas-brancas-miúdas, bordando o azul.
Vozes que não contam-me de onde partem.
Galos cantores chamando Ave-Maria.
Bailado arisco de beija-flor, ao redor do pé de Ingá.
Agora... Uma bicadinha na "marvada" da pinga,
para turbinar meus sonhos.
... É que deu-me, uma vontade lascada,
de dormir no colo, desta tarde... viva-solar.
...
. Estava ouvindo o programa VIVA A TARDE com o radialista Eduardo Lima.

sexta-feira, outubro 20, 2006

postagem ao som da música: "arrumação" com elomar.
_no sinal fechado_
vi um mendigo sentado
catando bagos de arroz no chão
sua mão direita colocava devagar
os grãos na esquerda em concha

quando juntava boa quantidade levava
o montinho à boca de uma só vez
depois espalmava sua concha-mão
para dois cachorros lamberem

a cada lambida ele abria mais
seu sorriso-duas-janelas
ria muito e alto
encarando meu rosto

não sei se ria de cócegas ou felicidade
para mim ou de mim
desliguei-me da cena quando o sinal ficou verde
e pneus rangeram pressa atrás de mim.
...
- Janaina Calaça, publicou o poeminha acima no civilizados* - cliquem aqui e conheçam.
* Os Civilizados invadiram a Selva, trazendo seus talheres, etiquetas, roda, fogo e vasilhas tipo Tupperware. Placas de sinalização, canudos, tecido sintético e frutas cristalizadas...

quarta-feira, outubro 11, 2006

Postagem ao som da música "Nobreza" com Djavan.
(Paul Klee - Zitronin)
_12 de outubro_
...Mais uma bem vinda primavera
e vesti-me de inusitadas quimeras!
Pan, emitiu notas de sua mágica flauta.
Divino sopro, para às letras dessa pauta.

Mais um dialegre da criança
para caLibrAR-equiLIBRAr
com pena leve de inocentar
os pratos da minha baLança.

Mais um bolo confeitado na mesa,
um comovido bobo e uma velacesa.
Mais foguetes para N.Sra.Aparecida
duma gente, que não dá-se por vencida.

Mais um dia D no calendário anda
para recuperar à fé na minha santa:
esPerança-vermelha-corTejada
depois, inexplicavelmente estuprada.

Ela não venceu o medo em nós amarrado, (faltou um dedo!)
mas pela forca das bicudas circunstâncias
e de antigas cicatrizes-dores que guardo
é o que pode dar pé, para calçar minhas ânsias.

Mais umas promessas por mim descumpridas,
uns tropeços na vida, bolas na trave
e a das melhores lições aprendidas:
para um irmão e um amigo nada é grave.

Para eles não preciso ficar de joelhos,
ao confessar meus segredos e mazelas.
Só preciso praticar antigos conselhos.
Se portas fecham... Eles escancaram janelas.

A nobreza dum gesto de compreensão silenciosa,
foi arquivada por mim; entre todas, como a mais preciosa.
E o que amalgama à invisível união de almas e corações
é o atávico-sentir, que não urge-carece, de mais explicações...
...
Vivas, vivas! Assim mesmo, duplo; pois neste mês, estamos "nóis" dois: eu (dia 12) e o "Poeminhas..." (dia 25) aniversariando. Amanhã, dia das crianças, pontualmente às 18:00hs (segundo minha mãe) completo 43, bem vividos. Pedro Pan, sem saber; presenteou ao mesmo tempo, a mim e ao blog, com um novo visual – valeu Pedrão! Como disse Múcio Góes num comentário: "Bom Pedro I - O mestre em lay-outs". Vou emendar o feriado e só volto na segunda-feira. Ficarei sem acesso à Internet até lá. Desejo a todos, um boníssimo feriado. MontanhosoAbraçoDasMinasGerais.

E.T.: Pedro, você já pode mudar o lay-out quando quiser.
Perdoem-me os amigos-poetas-leitores
aos quais, ando devendo uma visita.
Tenho tido problemas aqui, com a Internet.

quarta-feira, outubro 04, 2006

postagem ao som da música: “a dança das borboletas” com zé ramalho.
(pintura de jean dubuffet)
_diagnóstico (cai)pira_
insônia temos
quando nossos grilos
carrapicham-se
aos cabelos
do nosso pensamento
noitemadrugadadentro.

aguardem... daqui uns dias, estrearemos novo "lay-out" do "poeminhas..."; presente de pedro pan , para quem dedico este "post".

terça-feira, outubro 03, 2006

wilson guanais colocou um poeminha aqui ó